De vez em quando, nossa concentração se desenvolve com uma facilidade bem-vinda. Quando chegamos em algum lugar e fechamos os olhos, nosso corpo se sente aterrado, nossa respiração em paz, nossa mente limpa, mas na maior parte do tempo, é preciso esforço para relaxar e ficar presente.

Às vezes, a nossa postura pode parecer uma batalha contra um corpo inquieto e uma mente distraída e sua batalha pode ser especialmente difícil. Quando carregamos emoções fortes desde o nosso dia em nossa meditação ou até mesmo antes de dormir, emoções como medo ou raiva.

Eles podem vir com a força de uma ‘Tempestade’, nos desequilibrando e tornando impossível ficarmos concentrado.

Portanto, nesses momentos de emoções voláteis, nossa respiração, e especialmente a expiração, conserva-se como uma âncora.

Assim como Dolly Parton disse…

“As tempestades fazem as árvores criarem raízes mais profundas”.

Então, quando você se depara com uma rajada de emoções que ameaça varrê-lo(a). Imagine-se forte e enraizado(a), como uma árvore no meio de uma tempestade.

Photo by Daniel Watson on Pexels.com

Embora os galhos e as folhas possam se debater violentamente com o vento e a chuva. O tronco permanece estável e aterrado. Suas raízes se ancoraram profundamente na terra.

Assim, sempre que você precisar, recorra à qualidade de ancoragem de sua respiração para encontrar seu centro (foco), emoções fortes ainda podem estar presentes, podem ainda agitar as folhas e sacudir as janelas. Mas com o aterramento, você pode aproveitar a força para enfrentar a tempestade e seguir em frente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s