Um passo de cada vez

O que nos causa esse sentimento excessivo de autocobrança?

Walking step by step

Sentimento esse que nos consome e nos deixa no limite consigo mesmos e nos questionamos se de fato estamos num caminho certo.

Este texto está disponível no meu Podcast, Alex Marxs Podcast, contendo narração e interpretação, para uma maior imersão, caso assim desejar.

Recentemente, fui pego numa conversa que me fez refletir muito sobre como eu tenho lidado com a minha autocobrança e questionamentos internos que tinha.

Onde minha namorada que é professora do primário, me comparou com uma das suas alunas que é originaria da China.

E que no momento tem passado por um transtorno de autocobrança em excesso. Pois, a mesma por mudar-se tão recentemente para a Irlanda, não teve a oportunidade de aprender inglês fluentemente ainda.

Por sua vez, periodicamente uma das atividades proposta em classe de acordo com a minha namorada, é uma especie de palavras ditadas, onde ela consegue mensurar as dificuldades de cada aluno e passar atividades para exercitar mais etc.

Todavia, a media da sala nessa atividade é excelente, pois de acordo com ela os alunos no geral consegue pelo menos a cada 10 palavras, 8, 9 acertos. Entretanto, essa aluna em especifico é a única que tem tirado 0 desde o começo do ano.

E minha namorada me contou que comparado aos demais ela fica impressionada com o tanto de esforço e trabalho que ela se propõe em tornar-se melhor e em melhorar o desempenho dela própria, mas, muitas vezes sem sucesso ela chora e sente-se frustrada por não conseguir se comunicar como gostaria com os outros a sua volta.

E até que recentemente, na última atividade de palavras ditadas ela conseguiu 3/10 o que pra minha namorada como sua professora, foi emocionante e a fez muito feliz por perceber o progresso dela.

Todavia, a sua aluna ainda assim, sentiu-se angustiada por não conseguir a nota que desejava.

E com tudo isso minha namorada explicou para ela, olha o quanto você progrediu e alcançou. Não é sobre ter a maior nota e acertas todas questões é sobre ver o quanto você evoluiu e entender que ainda há mais que poderá ser feito com o tempo.

Essa história, me fez chorar.

Pois, muitas vezes na vida nos frustramos por não alcançarmos a tão querida e desejada nota 10, mas, tudo é sobre a perspectiva.

Neste caso, é óbvio e mais propenso que os alunos nativos tenham notas maiores do que essa aluna chinesa a qual está começando do zero e que mesmo assim, tem dado o melhor de si a cada aula.

Mas, infelizmente temos o problema de nos compararmos com os outros como forma de mensurarmos nossos progressos, quando na verdade deveria ser diferente.

Nossos progressos devem serem mensurados pela nossa realidade, pelo o que carregamos. E a nossa perspectiva para com o nosso próximo deveria ser apenas de admiração e apreciação, mas, sem nos desmerecermos e nos julgarmos incapazes por não ter alcançado o 10.

Curta a felicidade, isso te fará bem

Por trás de toda disciplina e cobrança há de se existir também a autocompaixão.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: