Cuidado com o que fala

O que você diz sobre os outros são coisas benéficas ou maléficas?

O que você ouve as pessoas falando sobre você são coisas negativas ou construtivas?

Dividirei um acontecimento, que tive como experiência e nunca vou me esquecer das lições que aprendi através desse momento.

Quando havia sido recém contratado na antiga empresa que eu trabalhava, e lá eu era o mais jovem entre todos os membros da empresa, todavia, um dos mais experientes.

Sim, pode parecer confuso, mas, muitas pessoas atribuem idade com experiência quando na verdade isso não se atribui um ao outro e sim ao que você tem como bagagem durante a trajetória da vida.

Ouça o episódio completo no nosso podcast.

Por ser o mais novo, houve uma situação onde um dos meus colegas que era senior não se sentiu lá muito confortável e tinha também, o que era perceptível, um certo ciúmes.

A verdade é que o tempo foi passando e ele a todo momento ora tentava, me colocar em uma situação constrangedora ou difícil, ora falava mal de mim pelas minhas costas aos demais colegas.

Todavia, o que ele não sabia, era que os próprios colegas me contavam tudo e inclusive os próprios gerentes. E o meu comportamento diante de tudo isso era o mesmo, concentração no meu trabalho e atento as orientações, tendo em vista que eu era novo naquele ambiente e é claro, sendo solicito com todos os outros.

Eu procurava sempre desviar o assunto quando eu era interpelado por um dos meus colegas, porém, até que chegou um dia onde um dos gerentes veio até mim e me perguntou se eu gostaria de falar algo a respeito desse meu colega.

E eu simplesmente respondi:

“Você é dos meus líderes aqui dentro e sabe da minha performance e do meu trabalho, acho que não é necessário eu enfatizar isso. A respeito do meu colega, faz parte, de repente preciso engajar melhor com ele ou entender o que se passa e assim sendo, poderemos somar algo juntos para empresa.

Acredito que ele seja um excelente profissional pelo tempo que ele trabalha aqui e eu o respeito por isso.”

Ao terminar a minha fala, o gerente simplesmente disse:

“Ele foi demitido hoje. Mas, antes dele ser demitido, perguntei sobre o que ele achava do grupo e da empresa e ele fez comentários negativos sobre você o que na minha visão não condiz absolutamente nada, mas, agora posso ver a diferença entre o seu caráter e o dele. E vi que acertei. Não que ele tenha sido demitido por sua causa, mas, acertei em saber que você era um bom team player.”

A lição que aprendi nesse dia é que o que falamos sobre o nosso próximo, diz mais a respeito de nós do que da pessoa em si que estamos nos referindo.

Por isso, tome cuidado sobre o que você diz sobre si e principalmente sobre os outros. Comece a observar o que você diz e veja se isso é realmente justo, honesto e construtivo a quem você se refere e também observe sobre o que você ouve e de quem está falando. Aliás, através disso você poderá saber o caráter do mesmo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: