Errar faz bem!

E se eu te dissesse que é bom estar errado?

Soa muito controverso, certo?

Mas vamos refletir então, sobre a vantagem inesperada de estar errado. Uma das lutas universais da vida é nossa resistência em estar errado. Estejamos lançando uma ideia ou defendendo uma opinião.

Photo by George Becker on Pexels.com

Frequentemente, sentimos uma forte necessidade de estar certos. E essa tendência é reforçada por nosso condicionamento cultural, que nos diz que a pessoa que está errada é fraca e tola, enquanto a pessoa que está certa é forte e capaz.

Digamos que, durante uma discussão no trabalho, estejamos apresentando uma ideia de como resolver um problema importante. À medida que enfrentamos opiniões opostas. Até a ideia de ser considerado errado pode despertar sentimentos de vergonha e raiva. Mas essa resistência em estar errado nos causa estresse e sofrimento. Isso fortalece nosso ego e reforça a proximidade com o mundo ao nosso redor.

Muitas vezes, para estar certo, não vamos nem ouvir as opiniões dos outros. Portanto, perdemos oportunidades de aprender e crescer. Mas não é nosso desejo estar certo, esse é o problema.

É a nossa resposta por estarmos errados.

Precisamos ver o que está errado, não como um defeito ou fraqueza, mas como uma parte natural do nosso caminho. Sinal de que estamos aprendendo e evoluindo.

Ter uma atenção plena nos incentiva a desafiar nossa necessidade de estar certo por meio do princípio da mente do iniciante, a mente de um iniciante nos ensina a enfrentar os desafios das pessoas e os conflitos com a mente e o coração abertos. Ele nos ensina que cada momento é uma oportunidade de ver o mundo novo com uma curiosidade infantil e abertura.

Portanto, nesse mesmo debate no trabalho, podemos dizer a nós mesmos, antes de me comprometer com minha ideia.

“Por que não escuto a outra perspectiva?

Quem sabe, talvez eu esteja errado. Talvez haja algo que eu possa aprender de uma nova maneira de ver as coisas.”

Quando deixamos de lado a nossa necessidade de estar certo, nos tornamos menos autoritários e mais curiosos, declaramos menos opiniões e fazemos mais perguntas.

Como disse a autora Kathryn Shulz disse:

“Longe de ser um sinal de indiferença ou intolerância, o erro é uma parte vital de como aprendemos e transformamos as coisas em erro, podemos revisar nossa compreensão de nós mesmos e corrigir nossas ideias sobre o mundo”.

Por mais desorientadores que sejam, difíceis ou humilhantes, nossos erros podem ser, em última análise, eles são errados. Não está certo, isso pode nos ensinar quem somos.

Dias atrás, postei em meu Twitter…

Uma pessoa que sabe que não sabe, ela e infinitamente mais sábia do que uma pessoa que acha que sabe sem saber.

Pense nisso.

Is good to be wrong!

What if tell you is good to be wrong?
It can sounds controversial, right?
But let’s think about the unexpected upside of being wrong. One of the universal struggles of life is our resistance to being wrong.

Photo by George Becker on Pexels.com

Whether we’re pitching an idea or defending an opinion. We often feel a strong need to be right and this tendency is reinforced by our cultural conditioning, which tells us that the person who is wrong is weak and foolish, while the person who is right is strong and capable.

Let’s say while in a discussion at work, we’re presenting an idea for how to solve a key problem. As we face opposing opinions. Even the thought of being perceived as wrong can stir up feelings of embarrassment and anger. But this resistance to being wrong causes us stress and suffering. It strengthens our ego and reinforces closeness to the world around us.

Often in order to be right. We won’t even listen to others opinions. So we miss out on opportunities to learn and grow. But it’s not our desire to be right, that’s the problem. It’s our response to being wrong.

We need to see being wrong, not as a defect or weakness, but as a natural part of our path. A sign that we’re learning and evolving. The Mindfulness practice for example encourages us to challenge our need to be right through the principle of beginner’s mind, beginner’s mind teaches us to approach challenges people and conflicts with an open mind and heart. It teaches us that every moment is an opportunity to see the world as new with a childlike curiosity and openness.

So in that same debate at work, we can say to ourselves, before I commit to my idea.

‘Why don’t I listen to the other perspective?

Who knows, perhaps I may be wrong. Maybe there’s something I can learn a new way of seeing things.’

When we let go of our need to be right, we become less authoritative and more curious, we declare fewer opinions, and ask more questions.

As the author Kathryn Schulz said:

“Far from being a mark of indifference or intolerance wrongness is a vital part of how we learn and change things to error, we can revise our understanding of ourselves and amend our ideas about the world.”

However disorienting difficult or humbling, our mistakes might be, it is ultimately wrongness. Not rightness, that can teach us who we are.

A person who knows it does not know, it is infinitely wiser than a person who thinks it knows, without knowing anything. (it was a tweet that I uploaded a few days ago)

Think about that…

Como concentrar-se em meio as ‘Tempestades’?

De vez em quando, nossa concentração se desenvolve com uma facilidade bem-vinda. Quando chegamos em algum lugar e fechamos os olhos, nosso corpo se sente aterrado, nossa respiração em paz, nossa mente limpa, mas na maior parte do tempo, é preciso esforço para relaxar e ficar presente.

Às vezes, a nossa postura pode parecer uma batalha contra um corpo inquieto e uma mente distraída e sua batalha pode ser especialmente difícil. Quando carregamos emoções fortes desde o nosso dia em nossa meditação ou até mesmo antes de dormir, emoções como medo ou raiva.

Eles podem vir com a força de uma ‘Tempestade’, nos desequilibrando e tornando impossível ficarmos concentrado.

Portanto, nesses momentos de emoções voláteis, nossa respiração, e especialmente a expiração, conserva-se como uma âncora.

Assim como Dolly Parton disse…

“As tempestades fazem as árvores criarem raízes mais profundas”.

Então, quando você se depara com uma rajada de emoções que ameaça varrê-lo(a). Imagine-se forte e enraizado(a), como uma árvore no meio de uma tempestade.

Photo by Daniel Watson on Pexels.com

Embora os galhos e as folhas possam se debater violentamente com o vento e a chuva. O tronco permanece estável e aterrado. Suas raízes se ancoraram profundamente na terra.

Assim, sempre que você precisar, recorra à qualidade de ancoragem de sua respiração para encontrar seu centro (foco), emoções fortes ainda podem estar presentes, podem ainda agitar as folhas e sacudir as janelas. Mas com o aterramento, você pode aproveitar a força para enfrentar a tempestade e seguir em frente.

How to get concentrated during the ‘Storms’?

From time to time, our concentration can unfold with welcome ease. When we arrive somewhere and close our eyes, our body feels grounded our breath peaceful, our mind clear, but much of the time, it requires effort to relax and stay present.
Sometimes our entire posture can feel like a battle against a restless body and distracted mind and his battle can be especially hard. When we carry strong emotions from our day into our meditation or even before sleep, the emotions like fear, or anger.
They can come with the force of a ‘Storm-front’ throwing us off balance and making it feel impossible to stay and rest.
So in these moments of volatile emotions, our breath, and especially the exhale, conserve as an anchor.
Just as Dolly Parton said…

“Storms make trees take deeper roots”.


So when you’re faced with a gust of emotion that threatens to sweep you away. Imagine yourself strong and rooted, like a tree in the midst of a storm.

Photo by Daniel Watson on Pexels.com


Though the branches and leaves may thrash wildly in the wind and rain. The trunk remains steady and grounded. Its roots anchored deeply into the earth.
So whenever you need to call on the grounding quality of your exhales to find your centre, strong emotions may still be present, they may still stir up the leaves and rattle the windows. But with grounding, you can harness the strength to face the storm, and ride it out.

Simplicidade do tamanho do mundo. Uma breve reflexão…

Nesta importante ocasião do Dia da Terra. Gostaria de falar sobre GRATIDÃO, entre listas de afazeres, laptops, trabalho, faculdade  e todas ocupações, muitas vezes esquecemos de fazer uma pausa, colocar os pés no chão e refletir sobre o quão surpreendente o nosso planeta é.

Podemos ficar tão imersos nesta existência moderna, que perdemos nossa conexão com a natureza, mas o ato de nos conectarmos com a natureza é de vital importância, nos infunde humildade, responsabilidade e gratidão.

Muitos astronautas contaram que, quando veem a Terra do espaço , eles experimentam uma mudança na consciência, eles imediatamente compreendem em um nível profundo, que nosso planeta é minúsculo, frágil e precioso.

Eles chamam essa experiência de “O efeito da visão geral”.

Portanto, enquanto refletimos sobre isso juntos, tente trazer essa imagem aos olhos de sua mente, como se você estivesse olhando para a Terra do espaço.

Observe a atmosfera fina como papel no desenvolvimento desta pequena bola, observando os oceanos azuis vívidos, as nuvens brancas rodopiantes.

A superfície texturizada de verde e marrom dos continentes.

Agora vamos aproximar um pouco mais.

Abaixo da cobertura de nuvens, como vimos acima da paisagem. Observe as ricas florestas verdes, estendendo-se entre montanhas altas.

Observe os prados sinuosos das áreas cavernosas e os rios ondulantes.

Olhe ao seu redor e maravilhe-se com a beleza e a harmonia ao seu redor. As maravilhas que são elementos e condições que sustentam e enriquecem nossas vidas.

Pense na alegria de nadar no oceano, ouvir o canto dos pássaros e sentir a brisa do verão em seu rosto.

Pense em cada gota d’água que você bebe, cada respiração, você inala, cada pedaço de comida, você gosta.

Pense na beleza de uma borboleta ou de um carinho com um gato, reconheça que tudo veio deste planeta incrível.

Quando realmente paramos para refletir sobre como nosso mundo é milagroso, é difícil não sentir reverência e gratidão.

Albert Einstein disse… “Existem duas maneiras de viver como se nada fosse um milagre, ou como se tudo fosse um milagre”.

Então, hoje, encontre algum tempo para se conectar com este planeta.

Ao caminhar com as árvores, veja o milagre e cada planta e criatura. Cada rajada de vento e raio de sol. Todas as folhas de um gramado e as gotas de chuva, enquanto ouve o som da chuva e sente o cheiro da terra.

Permita que sua a respiração desacelere e que seu olhar possa se aprofundar no seu coração e preencha-se desse sentimento leve que a gratidão traz. 

Lembre-se de que você não é um visitante aqui. A Terra é o seu endereço de retorno no universo. Você é um cidadão da malha interconectada da vida na Terra, bela e complexa, e bilhões de anos em formação.

Simplicity the size of the world. A brief reflection…

On this important occasion of Earth Day. It is important to talk about gratitude, between to-do lists, laptops and airports, we often forget to pause the ground, and reflect on how astonishing our planet is.

We can become so immersed in this modern existence, we lose our connection with nature, but the act of connecting with nature is vitally important, it infuses us with humility, responsibility, and gratitude, many astronauts have recounted that when they view Earth from space, they experience a shift in awareness, they instantly understand on a profound level, that our planet is tiny, fragile and precious.

They call this experience, ‘the overview effect.’

So as we reflect on it together, try bringing that image into your mind’s eye, as though you’re looking down on Earth from space.

Notice the paper-thin atmosphere in developing this tiny ball observed the vivid blue oceans, the swirling white clouds.

The textured green and brown surface of the continents.

Now let’s zoom in a little closer.

Down below the cloud cover, as we saw above the landscape. Notice the rich green forests, sprawling between towering mountains.

Look around and marvel at the beauty and harmony all around you. The Wonder is elements and conditions that support and enrich our lives.

Think of the joy of swimming in the ocean, hearing the songbirds and feeling a summer breeze across your face.

Think of every drop of water you drink every breath of air, you inhale, every morsel of food, you enjoy.

Think of the beauty of a butterfly or a cuddle with a cat, recognise that it all came from this incredible planet.

When we actually take time to reflect on how miraculous our world is, it is difficult not to experience reverence and gratitude.

Albert Einstein said: “There are two ways to live as if nothing is a miracle, or as if everything is a miracle”.

So today, find some time to connect with this planet.

As you stroll in with the trees, see the miracle and every plant and creature. Every gust of wind and beam of sunshine. Everybody blade of grass and drop of rain, as you hear the chirps of the robins and smell the scent of the lilacs.

Allow your breath to slow your gaze to deepen your heart to fill in. Remember you’re not a visitor here. The Earth is your return address in the universe. You are a citizen of the interconnected mesh of life on Earth, beautiful and complex, and billions of years in the making.

I hope you enjoyed this reflection, thank you for your time here.

Problemas com a produtividade? Nunca mais!

Lembro-me do dia 03/03/2010 quando tive meu primeiro infarto. Ao acordar ali na cama do hospital, refletindo sobre os meus sonhos, a minha vida e tentando entender porque eu estava ali, sendo que não possuía nenhum vício ou problema crônico.

E com apenas 15 anos de idade tive um infarto.

Após superar todas as fases de tratamentos, psicológico e outros problemas, comecei a me dedicar em aprender otimizar e melhorar o gerenciamento do meu tempo.

A partir disso criei um método onde eu pudesse me adaptar a uma nova rotina e dar um ‘up’ no meu dia, com uma produção melhor e focado nos objetivos os quais queria alcançar.

O resultado?

Sim, funcionou! E hoje em dia sou convidado por empresas para falar sobre o assunto e trazer debates de como dar um upgrade na rotina e na produção diária.

O primeiro passo e muito subestimado por alguns, pois, muitas pessoas acham que não tem tempo ou que é desnecessário, mas, tem um efeito gigantesco quando aplicado.

A refletir/meditar antes de dormir.

Parar para pensar como foi o seu dia, o que deu certo, o que deu errado.

O que precisa ser melhorado, o que te feliz muito feliz, conquistas, derrotas, os problemas, o que te deixou chateado (a), o que o seu corpo está dizendo para você.

Faça uma autoavaliação e deixe ir o que precisar ir. Guarde energia para aquilo que precisa da sua energia e atenção.

Após isso, planejar o dia seguinte.

Anotar de forma curta e objetiva o que precisa ser feito e em ordem de prioridade.

Evite ser extenso com suas tarefas, deixe um espaço para imprevistos para coisas que possam atrapalhar o seu dia. Todavia, não impedirá você de produzir ou ter um dia incrível, aliás, com esse espaço vago, você poderá também adiantar o que de repente está para o dia seguinte.

Importante ressaltar que esses dois passos devem ser feitos antes de dormir e distante do celular ou com ele no modo silencioso, o motivo é para você realmente ter foco e se concentrar com um tempo dedicado para você.

Comece o dia intencionado!

Quando o alarme tocar, não coloque no modo ‘snooze’. Levante-se!

Já acenda a luz do quarto ou vai ao banheiro dar um ‘splash’ no rosto e depois beber uma água.

Afaste a indisposição e a preguiça de você!

Ninguém acorda motivado todos os dias, mas, quando você tem intenção de ter um dia incrível, a motivação vem, a força que você precisa chega.

Existe um horário certo para acordar?

Eu diria que não, pois, isso depende da sua rotina. Entretanto, o seu plano diário pode ser customizado, mas nunca negociado. Você não pode e não deve negociar com o seu sucesso ou as suas tarefas, pois, isso lhe fará retardar e procrastinar mais ainda.

Cuidado!

Após essa primeira etapa, durante a manha, recomendo que ainda distante do celular, você possa fazer a prática da meditação, exercícios e leitura.

Alias, durante o resto do dia haverão diversas coisas que tomarão seu tempo e foco, então inicie o seu dia enriquecendo o seu conhecimento e após isso, comece com a sua lista de tarefas que você fez na noite anterior.

Ao completar cada tarefa, faça questão de marcar com um ‘x’ ou a marca que preferir que a sua tarefa foi completa. Isso ajuda a você ter uma noção visual de que você está em produção. Que está fluindo!

Bom, estes são uns dos exemplos dos métodos diários que uso para melhorar a minha concentração e produção diária. Se vai funcionar contigo? Depende apenas de você e a sua aplicação, adaptação com as coisas que fazem sentido para ti.

Espero ter ajudado.

Mas, me conte você, o que você acha sobre esses métodos? Ou quais são os métodos que melhoram e ajudam o seu dia a ser ainda melhor?

Comente pra mim, estou curioso em saber.

Problems with productivity? Never more!

I remember the date 03/03/2010 when I had my first heart attack. And when I woke up, in the bed of the hospital, I was reflecting on my dreams, my life and trying to understand why I was there, if I did not even have an addiction or chronic issues.

I was only  15 years old!

After taking over all the treatment stages and psychologically recovered I have started to dedicate my time learning how to optimize and improve my time management.

So by that, I have created a personal method which I could adapt to a new routine and productively upgrade my day and better focus on my objectives that I wanted to reach.

The result?

Yeah, it worked! And nowadays it is often I get invited by companies for talking about this topic and debates about how to improve a routine and the daily productivity.

Well, the first step is underestimated by some people, because they think they don’t have time or it’s unnecessary, but it does have a hugely positive effect when applied.

Reflect/Meditate before getting sleep.

Reflecting about your day, what worked or went wrong. What need to be fixed or what lifted you down. What made your day… Achievements…

What your body is telling you.

When you do a self-scan and let go of the things that need to go you save energy for those things which matter.

After that, the second step is to plan the next day.

Take short notes, clear and objective about what has to be done in priority order.

Avoid longs sheets of to-do lists. Allow spaces on your day for unpredictable situations, things that can disturb your day, however, in this way it will not disturb your progress or have a great day. By the way, with this space, you can also use it for doing things in advance or tasks that were supposed to be done later.

Important to remember those two first steps must be done before sleep, every single day, far from your mobile or on the silence mode, the reason is for you to get concentrated and focus on that with a time dedicated to you.

Begin the day with intention!

When the alarm clock goes off do not turn the ‘snooze’ on. Get up!

Turn on the light of your room or go to the toilet ‘splash’ water on your face and after drink some water to hydrate.

Get far the indisposition and laziness from you!

Nobody wakes up motivated every day, but when you have the intention of having an amazing day, the motivation comes after you!

Exist a right time to get up?

I would say it is not. Because this depends on your routine, however, your daily plan can be customizable but non-negotiable. You cannot and should not negotiate with your success or tasks. It will postpone and delay your results even more.

Watch out!

After all, during the morning on the next day, I still recommend keeping your phone away and if possible practice meditation, exercises and reading.

By the way, during the rest of the day will happen so many things that will take and consume your time and focus. So start the day by adding knowledge and health to you and by that start your day completing the tasks that you planned the previous day.

When finishing each task, put a mark on each of them it will help you to get a visual notion of your production and the flow of your day.

THE BEST PART OF THE DAY

Celebrate and treat yourself after your successful day and have completed all of your tasks, educate your brain and your body to understand that they deserve a resto or whatever you decide as a treat.

You are not a robot or a machine there will be days that will be not possible to complete everything that you expect but do not get upset because of that. Just do not allow that to become a routine and consume your life.

Well, these are some of the examples that I use on my day for improving my concentration and productivity. If will work for you? Depend on you, application and adaptation with the things that make sense to you.

I hope I have helped.

Tell me what do you think about those methods? Which are the methods that you use for improving your day and make it even better?

Comment below I am interested to know.

Como melhorar seu ambiente de trabalho?

Quem nunca passou por uma experiência embaraçosa e desconfortável no ambiente de trabalho com os colegas, gerentes ou até mesmo o chefe?

Todavia, no mundo business(corporativo), é muito importante nós sabermos como dominar e guiar a nossa Inteligência Emocional.

Um ambiente estressante de trabalho pode gerar desacordos e conflitos.

E nessa condição, nós podemos perder o nosso senso humano, nossa conexão para aqueles que trabalham conosco.

A prática de gentileza, é uma maneira que nós podemos nos conectar mais profundamente com os nossos colegas profissionais e extender sentimentos de boas coisas com as pessoas a nossa volta. Isso abre um espaço no nosso coração para eles, tornando mais fácil ter um sentimento de compaixão e apreciação por cada um. E mesmo que tenhamos desacordos ou algum conflito, nós ainda seremos capazes de dar um passo para trás e ver o nosso próximo completamente como um merecedor de respeito e compaixão.

Conforme nós praticamos esse ato de gentileza para as pessoas com quem trabalhamos e até mesmo fora do ambiente do trabalho, nós fortalecemos nosso senso de conexão e comunitário, seja no trabalho ou qualquer lugar, assim sendo, encontramos mais felicidade nesse ambiente.

Isso significa que somos intrinsicamente conectados com a ideia de ser uma pessoa com atitudes positivas, poderemos agregar valor às pessoas ao nosso redor e também, transmitir essa mesma energia para eles.

Por sua vez,  poderemos ser capazes de edificar um sentimento de trabalho em grupo como um time e uma ótima relação entre todos.

Quanto mais nós ’empatizamos’ genuinamente com o nosso próximo, maior é a nossa felicidade e a nossa paz de espírito. 

Espero que você tenha gostado do texto, não se esqueça de ser seguir a minha página para ver mais conteúdos como este e também sinta-se livre em se conectar comigo no LinkedIn, adicionarei meu perfil no ícone abaixo.

How to improve your work environment?

Who never faced an awkward situation at work with colleagues or even with the manager or boss?

However, in business life, it is so important we know how to master and guide our Emotional Intelligence.

A stressful work environment can generate disagreement and conflicts.

And in this condition, we can lose the human sense, our connection towards those who we work with.

The practice of kindness is one way we can connect more deeply with our colleagues and as we extend feelings of good things towards those who we work with, it opens our hearts to them making it easier to feel compassion and appreciation for them so that even if we have a disagreement we are still able to step back and see the other person as completely deserving of our respect and compassion.

As we practice this loving-kindness for the people who work by our side we strengthen our sense of connection and community at the workplace and find more happiness in our work.

That means as long as we are strictly connected to the idea of being a positive attitude we do can add value to others around us and also transmit that energy to them. By that, we will be able to build a team environment and a good relationship with the group. 

The more we genuinely care and empathize with others the greater are our own happiness and our peace.

I hope you have enjoyed this content and it helped you in some way, so please do not forget to follow my blog and also feel free to connect with me on LinkedIn that I will attach my link on the icon in below.